...

A 11 de Agosto de 1973, foi criada oficialmente a Universidade do Minho em Braga que teve como Reitor Carlos Alberto Lloyd Braga, que também foi o presidente da Comissão Instaladora da mesma instituição, convidando Lúcio Craveiro da Silva, na altura Professor da Faculdade de Filosofia de Braga, a fazer parte dessa mesma Comissão, o que veio a acontecer em 17 de Fevereiro de 1974. Assim, Lúcio Craveiro da Silva foi integrado como professor na recém criada Universidade do Minho.


Pertenceu às Comissões encar­regadas de elaborar o Regulamento Interno Provisório da Universi­dade do Minho e os estatutos do Conselho Pedagógico da Uni­versidade e dos Conselhos Pedagógicos de Curso.


Foi inspirador e tomou parte ou dirigiu várias comissões que instalaram os cursos de Letras (Português-Francês, Português-Inglês, História e Ciências Sociais) e particularmente também os cursos de Relações Internacio­nais, Economia e Gestão de Empresas.


Exerceu também, durante algum tempo, os cargos de Presidente da Unidade de Letras e Artes, de membro do Conselho  Pedagógico e do Conselho Científico da UMinho, tendo também sido responsável pela Unidade de Educação de Adultos.


O seu doutoramento em Filosofia Social foi equiparado ao doutoramento pelas Universidades Portuguesas do Estado.


A 16 de Julho de 1976, foi nomeado professor catedrático, além do quadro, da Universidade do Minho.


A 1 de Dezembro de 1979, foi nomeado Vice-Reitor pelo Reitor Joaquim Barbosa Romero (1980/1981), tendo sido convidado após a sua saída para exercer as funções de Reitor, mas não sem antes ter colocado como condição de aceitação, ser consultada a Universidade do Minho, por eleição dos seus membros.


O acto eleitoral realizou-se a 25 de Novembro de 1981, onde foi eleito por grande maioria na ordem dos 87% dos votos. A eleição de Lúcio Craveiro da Silva denotou um consenso esmagador e alargado da academia no candidato que protagonizava a continuidade com o passado recente da instituição.


A eleição de Lúcio Craveiro da Silva denotou um consenso esmagador e alargado da academia no candidato que protagonizava a continuidade com o passado recente da instituição.


Assim, foi o primeiro Reitor eleito de uma Universidade em Portugal, tomando posse como Reitor a 18 de Janeiro de 1982, cargo que ocupou até 27 de Novembro de 1984, data da sua jubilação.


Os estudantes universitários sempre tiveram um carinho especial pelo Professor Lúcio, tanto que em 2004 foi nomeado sócio honorário da Associação Académica da Universidade do Minho.


Fonte: Biobliografia sobre a Universidade (2004);

     20 Anos de História da Universidade do Minho (2004)

     História da Universidade do Minho (2014)

Universidade do Minho, Guia da Universidade do Minho 1979-1980,1979. In História da Universidade do Minho 1974-2014, p. 128 ©2014  Biblioteca Lúcio Craveiro  da Silva .Todos os Direitos Reservados. Proibida a reprodução do todo ou em  parte deste Website.
Professor Lúcio Craveiro da Silva em funções de Reitor com o então Presidente da República Ramalho Eanes, em 1982
Ficha Técnica

“Felizmente, e é isso que muito me conforta, não estou só. Pela primeira vez,

 a comunidade universitária foi ouvida na nomeação do seu Reitor, e alegra-me particularmente que, na linha da reconquista da autonomia por que anseiam as universidades, a Universidade do Minho, como noutras realizações, tenha sido a primeira. É aspecto frizante que me compraz sublinhar.

Mas a mim particularmente comoveu-me que quase a totalidade dos representantes desta instituição me tenha proposto este lugar juntamente com dois colegas que muito prezo. Este facto vai exigir de mim maior responsablidade e dedicação, é  certo, mas alivia-me profundamente pensar que estes votos são juntamente promessas de ajuda e de cooperação”

 


UMinho